quarta-feira, 21 de maio de 2014

Angel Vianna se apresenta no Recife nesta terça e quarta

Bailarina e coreógrafa se apresenta com o duoQualquer coisa a gente muda, no Teatro Luiz Mendonça


Isabelle Barros


Coreógrafa e profesora Angel Vianna é um dos nomes mais importantes da dança brasileira. Crédito: Palco Giratório/Divulgação
Coreógrafa e profesora Angel Vianna é um dos nomes mais importantes da dança brasileira. Crédito: Palco Giratório/Divulgação
Carismática e enérgica, a coreógrafa e professora de dança Angel Vianna traz ao Recife seu talento e simplicidade a serviço da arte. A artista está na cidade como homenageada do festival de artes cênicas Palco Giratório e está na programação com duas sessões do espetáculo Qualquer coisa a gente muda, que têm apresentações nesta terça e quarta, às 20h, no Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu.

A montagem traz Angel, de 86 anos, em cena com uma ex-aluna e atualmente professora Maria Alice Poppe, em uma coreografia dirigida por João Saldanha. A estreia aconteceu em 2010, fruto de um convite do Fórum Internacional de Dança, realizado em Minas Gerais. "Eu não queria dançar sozinha, queria dançar com Maria Alice", disse Angel no Pensamento Giratório, debate realizado pelo Palco Giratório na segunda-feira. O nome do espetáculo também traduz o despojamento com o qual a mineira vê a vida. Em uma conversa com Saldanha sobre como o espetáculo seria montado, a artista soltou a frase "qualquer coisa a gente muda" e esse se tornou o nome do espetáculo.

Com poucos elementos cênicos, como uma mesa mineira, que lembra as origens de Angel, nascida em Belo Horizonte, o espetáculo é uma celebração dos 66 anos dedicados pela coreógrafa à dança. "Me perguntam muito porque continuo dançando nessa idade. Eu nem lembrava que tinha idade. Eu não me importo com isso, saio de cena na hora em que achar melhor".

A encenação é uma oportunidade de conferir o trabalho de Angel, uma das coreógrafas e pesquisadoras de dança mais importantes do Brasil. A pesquisa de movimento realizada pela coreógrafa em parceria com o marido, Klauss Vianna, levou a pedagogia da dança no Brasil a um novo patamar. O filho de ambos, Rainer Vianna (1957-1996) também foi uma personalidade atuante na dança brasileira.


SERVIÇO

Palco Giratório 2014 - Qualquer coisa a gente muda, com Angel Vianna e Maria Alice Poppe
Quando: Terça e quarta, às 20h
Onde: Teatro Luiz Mendonça - Parque Dona Lindu, Boa Viagem
Ingresso: R$ 14 e R$ 7 (meia)
Informações: www.palcogiratoriope.com.br

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2014/05/20/internas_viver,505109/angel-vianna-se-apresenta-no-recife-nesta-terca-e-quarta.shtml