segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Médicos Sem Fronteiras abrem mostra sobre vacina no Parque da Jaqueira


Evento promovido pelos Médicos Sem Fronteiras fica em cartaz até 25 de setembro, na Zona Norte do Recife

Exposição Caminhos da Vacina, dos Médicos Sem Fronteiras, mostra os desafios da imunização em países pobres
Foto: Rodrigo Mathias/Divulgação


Da Editoria Cidades

Moradores do Recife terão até o dia 25 de setembro próximo para visitar a exposição Caminhos da Vacina montada no Parque da Jaqueira, Zona Norte da cidade, pela organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF). A mostra interativa relata os desafios para se vacinar populações em áreas remotas no mundo.


Num contêiner instalado no parque, o grupo faz um histórico do MSF e destaca as principais dificuldades para a imunização em países pobres, tomando como exemplo a República Democrática do Congo, no continente africano. Um dos maiores obstáculos a ser vencido é a barreira logística, ressalta Damaris Giuliana, assessora de comunicação da entidade.


“Quase todas as vacinas precisam ser mantidas numa temperatura de 2º a 8º centígrados e isso é muito complicado em países em desenvolvimento, pelas condições das estradas e da energia elétrica e por causa das distâncias enormes a serem percorridas”, declara Damaris. O ideal, diz ela, seria a indústria farmacêutica desenvolver vacinas resistentes a variação de temperatura (termoestáveis).

RECRUTAMENTO

O preço das vacinas, acrescenta, também dificulta a imunização nessas regiões. “De 2001 a 2014 o pacote de vacinas básicas (11 tipos para meninos e 12 para meninas) aumentou 68 vezes”, destaca. A mais cara de todas é a PCV, que protege contra pneumonia. A doença mata um milhão de crianças por ano no mundo. “Isso representa uma morte a cada 35 segundos”, alerta Damaris.


De acordo com a jornalista há duas vacinas no mercado, mas pelo preço, só 25% das crianças estão protegidas. “Uma dose da PCV pode custar cem dólares. A criança precisa de três doses para garantir a imunização. O MSF defende a venda de cada três doses por cinco dólares para países em desenvolvimento e organizações humanitárias. “Vacina eficaz é aquela a qual a população tem acesso”, resume.


A mostra no Parque da Jaqueira faz parte do projeto Conexões Médicos Sem Fronteiras, que contempla uma série de atividades até o dia 11 de setembro no Recife. Pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 9h às 17h. O horário aos sábados, domingos e feriados e das 10h às 18h. Depois dessa data permanecem na cidade apenas a exposição Caminhos da Vacina e uma mostra fotográfica na Galeria Janete Costa do Parque Dona Lindu, em Boa Viagem (até 2 de outubro).


Na segunda-feira (29), estão programadas duas sessões informativas de recrutamento, para explicar a interessados como é feito o ingresso no MSF. A primeira será às 14h no auditório Jorge Lobo do Cento de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Pernambuco (CCS-UFPE) e a outra, às 19h, na Livraria Cultura do Paço Alfândega, no Bairro do Recife. É necessário se inscrever pelo site msf.org.br/conexões. Nesse mesmo endereço encontra-se a programação completa do grupo no Recife.


Fonte: http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cidades/geral/noticia/2016/08/28/medicos-sem-fronteiras-abrem-mostra-sobre-vacina-no-parque-da-jaqueira-250543.php

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Orquestra Criança Cidadã comemora dez anos em concerto no Parque Dona Lindu



Publicado por Anneliese Pires


A Orquestra Criança Cidadã comemora no dia 02 de setembro, dez de atividades com um concerto oficial no Teatro Luiz Mendonça, no Parque Dona Lindu, em Boa Viagem, às 19h30 . A ocasião também marcará o lançamento do CD/DVD intitulado Bach por Orquestra Criança Cidadã e Yoko Kubo. Os ingressos são gratuitos e limitados. O público deve fazer a retirada das entradas uma hora antes da apresentação, na bilheteria do teatro.Estão confirmados para o repertório, a Sinfonia n° 9 “Do novo mundo”, do compositor tcheco Antonin Dvorák (1841-1904), e Introdução e rondó caprichoso, do francês Camille Saint-Saëns (1835-1921), com participação especial da violinista japonesa Yoko Kubo, além de obras populares.

A Orquestra Criança Cidadã — gerida pela Associação Beneficente Criança Cidadã, com incentivo do Ministério da Cultura via Lei Rouanet — atende 330 jovens, com idade entre quatro e 21 anos, da comunidade do Coque, no Recife, e do distrito de Camela, no município do Ipojuca. O próximo compromisso internacional da Orquestra será no mês de dezembro, em Nova Iorque, dentro da programação oficial de 70 anos da Unicef, no plenário da ONU.

O projeto foi idealizado, em 2006, pelo juiz de Direito João José Rocha Targino, em parceria com o maestro Cussy de Almeida e, em uma década de atuação, alcançou qualidade técnica e projeção nacional e internacional, realizando apresentações memoráveis. Entre elas, os concertos para o Papa Francisco, no Vaticano, e para o primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, em Lisboa, ambos em 2014; além da gravação do primeiro CD/DVD, em Roma, em parceria com a violinista japonesa Yoko Kubo, no ano de 2015.

Fonte: http://blogs.ne10.uol.com.br/social1/2016/08/23/orquestra-crianca-cidada-comemora-dez-anos-em-concerto-no-parque-dona-lindu/

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Do PorAqui - Projeto do ParCão Lindu já nas mãos da prefeitura

Próximo passo é traçar o orçamento



Do PorAqui

Deu tudo certo com a entrega do projeto do ParCão Lindu à Prefeitura do Recife nesta sexta (19). Agora os moradores envolvidos, que fazem parte do Coletivo Setúbal, irão dedicar-se a traçar o orçamento do espaço exclusivo para cães no Parque Dona Lindu. A expectativa é que essa segunda parte já seja entregue na semana que vem.

Aperte o play no vídeo que abre esta matéria para ver a animação do projeto ou clique aqui para assistir.


"Uma das observações da prefeitura é que haja uma modificação de lixeiras. Eles pediram que colocássemos um pouco mais e de menor tamanho, justamente para os dejetos dos cães", informa o arquiteto e urbanista Erick Jones Rocha (CAU: 171724-3).

Morador de Setúbal e criador de cachorro, ele é um dos responsáveis pela parte técnica. Além disso, em vez de duas entradas, só haverá uma, no meio. As entradas serão largas e acessíveis.











































--------
O PorAqui é a plataforma mobile e colaborativa de notícias de bairro do Sistema Jornal do Commercio. O projeto experimental está sendo desenvolvido em Setúbal. Se você é morador ou visitante do bairro, baixe o aplicativo gratuito e cadastre-se para acompanhar as notícias e colaborar com a construção de um noticiário cidadão e hiperlocal: Android (https://goo.gl/Npx1xn) e iOS (https://goo.gl/dEEALb)