quinta-feira, 26 de novembro de 2015



No Recife, evento celebra a arte feita pelas mulheres

Semana Arte Mulher começa nesta quarta (25) e segue até dia 29, com 70 atrações

Publicado em 25/11/2015, às 06h16

"Amor, Plástico, Barulho", filme de Renata Pinheiro, está entre as atrações

Divulgação

Cinema, música, artes cênicas, literatura e cultura popular compões a programação da Semana Arte Mulher, que começa hoje no Recife. Com uma expectativa de reunir 30 mil pessoas durante cinco dias, o evento faz da arte plataforma de discurso político em combate à violência contra mulher. 
“A ideia do evento surgiu há três anos, quando o cantor Claudionor Germano propôs fazer um show só com mulheres. Naquele momento não deu certo, mas desenvolvemos o projeto do festival”, conta o produtor Pedro Castro, que junto com Claudionor e Paulo de Castro criaram o evento. “No Estado não tinha nada que reverenciasse a arte feita por mulher, somos pioneiros.”
O evento, que acontece gratuitamente no Parque Dona Lindu, reúne 70 atrações. Na grade, há mostra de filmes de cineastas pernambucanas, apresentações de dança, teatro, circo e cultura popular, palestras literárias, oficinas de artesanato, recitais de música instrumental, além de uma feira permanente de literatura e artesanato.
A programação começa hoje, às 9h, com exibição dos curtas-metragens Ana e a Borboleta (GO), dirigido por Isabela Veiga; Até o Céu Leva Mais ou Menos 15 minutos (CE), de Camila Battistetti; e Dia Estrelado (PE), de Nara Normande – a diretora, ao fim da exibição, participa de um bate-papo com a plateia. 
O evento segue até a noite com outras atrações, incluindo, às 18h, a apresentação do espetáculo de dança Três Mulheres e Um Bordado de Sol, da Compassos Cia. de Dança; o longa-metragem, às 18h30, Amor, Plástico e Barulho (PE), com direção de Renata Pinheiro, além da palestra Mulheres no Sertão – Cantares e Incelenças, com a escritora Jussara Salazar, às 19h.
MÚLTIPLOS
No festival, tudo é simbólico. Toda a seleção dos convidados para esta primeira edição da Semana Arte Mulher foi feita por um grupo de curadores, como conta Pedro Castro. “Chamamos pessoas de referência para cada área para fazer a curadoria”, diz. A equipe é composta por Luzilá Gonçalves (literatura), Dinara Pessoa (cultura popular), Paula de Renor (teatro), Mônica Lira (dança), Fátima Pontes (circo), Tiago Amorim (artesanato), Elyanna Caldas e Wellington Lima (música), Ruth Pinho e Amanda Ramos (cinema). “Escolhemos o Parque Dona Lindu por fazer referência a uma mulher e ter a Galeria Janete Costa, que foi importante para nossa cultura.”
A justificativa para o evento acontecer agora em novembro – e não em março, quando se comemora o Dia Internacional da Mulher – é, segundo Pedro Castro, a data que marca a luta do combate à violência contra mulher, que é hoje. 
Orçado inicialmente em R$ 1,2 milhão, o festival tem patrocínio do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que investiu R$ 450 mil, através da Lei Rouanet.  



Fonte: http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cultura/noticia/2015/11/25/no-recife-evento-celebra-a-arte-feita-pelas-mulheres-209534.php