sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Festival de circo encerra programação com apresentações em vários pontos da cidade

No Parque Dona Lindu serão realizadas apresentações gratuitas


Do JC Online

 / Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Festival de Circo do Brasil tem levado aos teatros e espaços públicos do Recife espetáculos ousados e criativos que dialogam as técnicas clássicas e contemporâneas circenses. O festival encerra sua décima edição no domingo, após 11 dias de troca de experiências com o público, peripécias, risos e desafios à gravidade, como o que ocorre no espetáculo Carrousel des Moutonse seu piano voador, o destaque do fim de semana. 
Criação da companhia belga D’Irque e Fien, o espetáculo tem a primeira apresentação  às 21h, no Teatro Luiz Mendonça. Amanhã e domingo será reexibido às 17h. Com uma grande produção, o espetáculo – que une a espontaneidade do circo de rua com a poesia – tem uma vassoura que funciona como trapézio, um piano acrobata e pensamentos em tecidos de estrelas. 
Além rir, o público vai se encantar com os malabarismos e acrobacias. A companhia já se apresentou em diversos países da Europa e ganhou o prêmio de Melhor Intérprete 2011 do Festival TAC – Valladolid SP.
No sábado (8), no Teatro Apolo, a companhia paulistana Parlapatões apresenta o Clássicos do Circo, às 16h.No palco serão quatro palhaços realizando muitas palhaçadas para arrancar risos.
Nos mesmo dia, a Cia. Suno, também de São Paulo, se apresenta no Teatro Hermilo, às 18h, com um espetáculo que discute a arte e o circo. Cabaré de bolso será uma apresentação para fazer o público refletir. A intenção é mostrar o processo de concepção dos movimentos.
A programação do festival também inclui algumas atrações gratuitas. Na lona montada no Parque Dona Lindu, a Cia Brincantes de Circo, do Recife, irá apresentar o espetáculo Palhaço Tapioca, sábado e domingo , às 17h. Também terá palhaça nos Parques de Santana e da Macaxeira, hoje e amanhã, com o Circo Teatro Artetude (DF).
Outra opção para quem gosta de circo são as exposições Brincante – com a seleção da série O tempo narrativo do gesto, que conta com fotografias e curadoria de Walter Carvalho – e outra mostrando fotografias dos dez anos do Festival de Circo do Brasil, ambas em cartaz na galeria Janete Costa, no Parque Dona Lindu. 

SERVIÇOS