sábado, 19 de outubro de 2013

Orquestra Sinfônica Brasileira toca no Recife com cantor Lenine

Evento gratuito será domingo (20), às 17h30, no Parque Dona Lindu.
Repertório mistura música clássica com canções do pernambucano.
Do G1 PE

Lenine se apresenta no Recife com a OSB (Foto: Divulgação / Clélio Tomaz)

A Orquestra Sinfônica Brasileira realiza neste final de semana uma apresentação gratuita no Recife com a participação de Lenine. O encontro inédito promete mostrar ao público um repertório que mistura música clássica com canções do cantor pernambucano. O evento acontece às 17h30 do domingo (20), no Parque Dona Lindu, em Boa Viagem, Zona Sul da cidade.

A OSB vem ao Recife comandada pelo regente Leandro Carvalho. Ao G1, o maestro contou que a apresentação com Lenine marca o aniversário de 60 anos do grupo Queiroz Galvão. "É a primeira colaboração, a primeira parceria com ele. Surgiu a partir da iniciativa do grupo Queiroz Galvão de querer apresentar um espetáculo comemorativo de forma gratuita e de fácil acesso ao público", disse.

O show será dividido em três momentos, com o objetivo de contemplar a música erudita e a popular. "A primeira parte terá peças sinfônicas muito representativas, como 'Ruslan e Ludmila', de Mikhail Glinka, 'Pássaro de Fogo', de Igor Stravinsky, e 'Lamento e Dança Brasileira', do compositor pernambucano Clóvis Pereira", explicou o maestro.

Em seguida, as músicas consagradas de Lenine, que já tem mais de 30 anos de carreira, entram na apresentação, que será finalizada com frevo. "A segunda parte é com canções de Lenine, com arranjos elaborados, com seus clássicos como 'Leão do Norte' e 'Jack Soul Brasileiro'. A gente vai finalizar com um medley de frevos de rua", adiantou Carvalho.

O maestro conta que, além dessa parceria com Lenine, sua ligação com a música de Pernambuco já existe há um bom tempo, fruto de uma pesquisa acadêmica. "Quando tinha 21 anos, fiz uma pesquisa em cima da obra de João Pernambuco, um grande compositor que nasceu no final do século 19 e que se mudou para o Rio de Janeiro. Fiz uma pesquisa em cima da obra e da vida dele, gravei discos, e, numa das vindas ao Recife, eu conheci Ariano Suassuna, que me incentivou a seguir com o trabalho. Acabei fazendo uma dissertação de mestrado, no departamento de História da UFPE, sobre música e sociedade pernambucana na primeira metade do século 19", contou.

Orquestra Sinfônica Brasileira toca no Recife com Lenine (Foto: Divulgação / Cícero Rodrigues)
Serviço
Orquestra Sinfônica Brasileira e Lenine
Domingo (20), às 17h30, no Parque Dona Lindu
Apresentação gratuita e aberta ao público