quinta-feira, 11 de abril de 2013

Lenine e Orquestra Sinfônica Brasileira em Setembro no Parque Dona Lindu


Lenine conta como serão os shows especiais que faz em 2013

POR LEANDRO SOUTO MAIOR

Rio - Shows temáticos com o repertório de discos importantes da carreira, turnê com maestro holandês pela Europa, trilha para espetáculo do grupo de dança Corpo, show com banda punk cigana no Rock In Rio e, ufa!, concertos Brasil afora com orquestra sinfônica. A agenda repleta de Lenine é parte das comemorações pelos 30 anos de seu disco de estreia.
Cantor prepara show especial | Foto: Alexandre Brum / Agência O Dia
Cantor prepara show especial | Foto: Alexandre Brum / Agência O Dia


“Não sou apegado a essas datas redondas, mas fiz as contas e me surpreendi ao constatar que ‘Baque Solto’ (parceria com o compositor Lula Queiroga) completa três décadas em 2013. Notei ainda que faz 20 anos dolançamento do disco ‘Olho de Peixe’ (parceria com o percussionista Marcos Suzano). Olhei para trás, vi como foi bacana essa trajetória e resolvi celebrar”, conta Lenine.

As comemorações começam nos dias 19 e 20 deste mês, na casa de shows Miranda, na Lagoa, onde ele vai reencontrar Marcos Suzano para juntos reviverem o show do álbum ‘Olho de Peixe’. As apresentações vão reproduzir o mesmo roteiro do disco original.

“Liguei para o Suzano e sugeri que fosse assim, da mesma forma que fizemos no passado. Ele topou na hora. Quem for nesses shows vai ganhar um exemplar de uma tiragem especial deste CD, que está sendo prensada especialmente para a ocasião”, detalha o cantor e compositor pernambucano.

Lenine também está preparando um outro espetáculo nos mesmos moldes, só que revisitando o ‘Baque Solto’, para ser apresentado no Recife apenas. “Estou indo atrás de todos os músicos que participaram daquele álbum para ver a disponibilidade de cada um”, relata.

Vai ter festividade até no exterior. De 18 a 26 de maio, Lenine se junta à orquestra do maestro holandês Martin Fondse para a turnê ‘The Bridge’, que começa na Alemanha e segue pela Holanda, Espanha e Portugal.

“Este ano também vai estrear um novo espetáculo do Grupo Corpo, de dança. Ainda está sem título, mas a música será minha, acabei de entregar a trilha a eles. Eu já tinha trabalhado com o Corpo uma vez, no espetáculo ‘Breu’. Posso adiantar que foi uma experiência incrível, porque as coreografias deles são feitas depois da música composta. Então, eu tive que criar tudo praticamente do zero”, descreve Lenine.

Em setembro, ele faz um show no Rock In Rio, com os gringos do Gogol Bordello (leia ao lado), e duas apresentações ao lado da Orquestra Sinfônica Brasileira, uma no Theatro Municipal do Rio e outra no Parque Dona Lindu, no Recife.

“Além disso tudo, minha turnê mais recente, ‘Chão’, continua em curso em 2013. Este show, que oferece ao espectador a experiência sensorial do som quadrafônico, é especial para mim. E ainda terá este ano o espetáculo ‘Chão Sinfônico’, que vai aliar os recursos da quadrifonia à sonoridade dos instrumentos clássicos. Serão apenas apresentações gratuitas em praças públicas pelo país. Ainda tem muito chão pela frente”, promete.

Uma Big Band para o Rock in Rio

No dia 21 de setembro, um sábado, Lenine vai dividir o Palco Sunset (espaço alternativo para shows do Rock In Rio, onde acontecem encontros musicais inusitados) com o grupo punk cigano Gogol Bordello, do vocalista ucraniano Eugene Hütz. Eles já estão se reunindo para definir o repertório desta apresentação especial.
Lenine vai cantar no Rock In Rio com Eugene Hütz, do Gogoll Bordello | Foto: Divulgação
Lenine vai cantar no Rock In Rio com Eugene Hütz, do Gogoll Bordello | Foto: Divulgação


“Vai ser realmente um show em conjunto, porque vamos juntar todos os músicos de nossas bandas no palco: dois bateristas, dois baixistas e diversos outros instrumentos, como percussão e violino. Meu naipe de metais vai ser matador, com os feras Jessé Sadock, Serginho Trombone e o maestro Spok”, antecipa Lenine. “Combinamos que eu escolho as músicas deles para o roteiro, e eles escolhem as minhas. No meio disso, vamos colocar também algum pagode russo ou algo de Jorge Ben Jor”, lista Lenine.

O Gogol Bordello se formou nos Estados Unidos, em Nova York, mas é chamada de banda multiétnica. Porque entre seus integrantes há nativos de países como Rússia, Etiópia e Israel.

Fonte: http://odia.ig.com.br/portal/diversaoetv/lenine-conta-como-ser%C3%A3o-os-shows-especiais-que-faz-em-2013-1.567248